TribunalIraque.info
© 2014 TribunalIraque.info. Todos os direitos reservados.
Pedido de informações | Webmaster
Notícias
  • Ir para a página:
  • « Anterior
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • Seguinte »
  • Itens por página: Colunas: Ordenar por: AscendenteDescendente

    Primeiro em Heathrow (Londres), depois em Adelaide (Austrália)
    Passageiro impedido de embarcar por vestir “t-shirt” subversiva
    21 de Dezembro de 2006
    20Minutos on-line
    A hospedeira e o pessoal de terra obrigaram-no a comprar outra t-shirt para o deixarem passar. Depois de um primeiro voo de Londres para Melbourne, voltou a acontecer-lhe na Austrália. Allen Jasson denuncia agora na imprensa a censura das “suas ideias políticas” e que o obrigaram a comprar outra t-shirt para poder embarcar.
    Queixa entregue num tribunal de Karlsruhe, Alemanha
    Advogados processam Donald Rumsfeld por «crimes de guerra»
    14 de Novembro de 2006
    Diário Digital / Lusa
    Um colectivo internacional de advogados apresentou hoje na Alemanha uma queixa contra o antigo secretário da Defesa norte-americano Donald Rumsfeld por ter justificado o uso da tortura contra prisioneiros de guerra no Iraque e em Guantanamo.
    26 de Outubro de 2006
    IraqSolidaridad
    No passado dia 10 de Outubro, uma das organizações da resistência iraquiana – Exército Islâmico no Iraque – reivindicou a autoria do ataque com morteiros e mísseis contra a base estadunidense Falcão (Camp Falcon), situada a sul da capital iraquiana, muito perto do bairro de Dora, provocando grandes estragos. As fotografias aéreas da base Falcão mostram o resultado devastador do ataque.
    20 de Outubro de 2006
    The Independent, ComRed TMI-AP
    Médicos iraquianos denunciam a desintegração do sistema de saúde do país em consequência da invasão de 2003 e acusam governos e comunidade médica internacional de não ligar aos seus apelos. Metade do total das mortes era evitável. A reconstrução é um desastre. Mais de 2 mil médicos e enfermeiras foram mortos e 18 mil deixaram o país. Faltam os meios de tratamento mais básicos. Números chocantes da actual situação médica no Iraque publicados em artigo do The Independent de 20 de Outubro.
    (Na foto: capa do The Independent – “Condenados a morrer – Civis iraquianos pagam um preço terrível com a destruição do sistema de saúde”)
    General britânico dispara e acerta em cheio
    Está na hora de pedir desculpa pela agonia do Iraque
    15 de Outubro de 2006
    Mary Riddell, The Observer (extractos)
    O general sir Richard Dannatt, a arma mais poderosa do exército, destroçou as promessas de Blair e pôs a nu o desastre que os nossos líderes querem esconder. E o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (UNHCR) divulgou a sua mais gélida estimativa.
    Iraque, Canadá-Síria e EUA
    Três exemplos do terror "anti-terrorista"
    7 de Outubro de 2006
    Le Monde
    Três notícias diferentes do Le Monde exemplificam três frentes distintas em que as pessoas são perseguidas pelos terroristas EUA da "guerra infinita". São, ao mesmo tempo, três formas de resistir a esse terror imperial. Um jornalista-fotógrafo iraquiano da Associated Press, um engenheiro canadiano de origem síria e um grupo de música pop dos EUA, as Dixie Chicks. Quem disse que "essas guerras se passam lá ao longe, e não chegam às nossas casas"?
    Jornalista Bob Woodward denuncia
    Uma sucessão interminável de falsificações
    1 de Outubro de 2006
    Claire Gallen/AFP, adapt. ComRed TMI-AP
    Um novo livro, State of Denial – Bush at war, part III, lançado pelo jornalista Bob Woodward – que denunciou nos anos setenta o escândalo Watergate, dando origem à demissão de Nixon – afirma que o presidente Bush esconde sistematicamente a verdade sobre a situação no Iraque. O tema inquieta a Casa Branca nas vésperas das eleições para o Congresso, em Novembro. O livro põe em confronto afirmações públicas de Bush dos últimos três anos com simples relatórios e memorandos da Casa Branca que mostram o agravamento da situação no Iraque.
    30 de Setembro de 2006
    Voltaire.net
    Na sua edição de 23 de Setembro de 2006, o Le Monde dedica um artigo à apresentação de relatórios da Comissão dos Direitos Humanos da ONU. Mas com uma formulação orientada e desvios semânticos, o subtítulo e o título do diário atlantista francês de centro-esquerda iliba as forças estrangeiras de qualquer responsabilidade nas violências, nos raptos e nas torturas, colando à Resistência uma imagem de fanatismo.
    Os árabes desde há muito que acusam os curdos de cooperarem com os israelitas
    Israel “treina forças curdas”
    20 de Setembro de 2006
    Magdi Abdelhadj, analista de assuntos árabes, BBC News
    Uma reportagem do programa da BBC TV Newsnight mostrou peritos israelitas no norte do Iraque instruindo milícias curdas em técnicas de tiro. Representantes curdos recusaram-se a comentar a reportagem e Israel negou conhecer qualquer envolvimento. A revelação causa enormes problemas aos curdos, não apenas no Iraque mas também em toda a região. Israel é visto como um inimigo dos árabes e dos muçulmanos, tanto no Iraque como nos restantes países árabes e muçulmanos.
    Em carta enviada à eurodeputada Ana Gomes
    Freitas confirma voos da CIA Portugal-Guantanamo
    5 de Setembro de 2006
    Bárbara Baldaia, Diário Económico
    Freitas do Amaral enviou uma carta à eurodeputada Ana Gomes, antes de sair do Governo, que contém “dados que mostram que determinados aviões suspeitos passaram com muita frequência por Portugal num período largo”, tendo mesmo havido “voos directos Portugal-Guantanamo”, afirmou a socialista ao DE. Para Ana Gomes, esta é uma das “questões suscitadas [pela carta do ex-ministro dos Negócios Estrangeiros] que precisam de ser aclaradas”.
    19 de Agosto de 2006
    vários
    A frustração provocou violentas manifestações no norte do Iraque quando a polícia disparou para o ar para dispersar centenas de manifestantes que lançavam pedras, no domingo, em protesto contra a falta de combustível e de electricidade. O Iraque detém as terceiras maiores reservas mundiais de petróleo.
    Seguindo o exemplo de cerca de 6.000 desertores
    Guerra do Iraque em tribunal
    18 de Agosto de 2006
    Eli Sanders, Seattle
    Um oficial do exército dos EUA recusou-se a prestar serviço no Iraque com um argumento inédito: ele tinha o dever de desobedecer porque a guerra é ilegal. “Um soldado tem a obrigação de desobedecer às ordens ilegais”, disse Francis Boyle, professor de direito internacional de Harvard que testemunhou a favor do tenente Watada e cujo mentor na universidade foi o autor do “manual de campo para a guerra terrestre” do exército. “Atendendo às circunstâncias desta guerra, se ele tivesse aceitado a incorporação teria sido cúmplice de um crime de Nuremberga contra a paz”.
    Resistência cresce
    Aumentam os ataques contra militares dos EUA no Iraque
    Militares e senadores estadunidenses perplexos com as estatísticas
    17 de Agosto de 2006
    Michael R. Gordon, Mark Mazetti e Thom Shanker (New York Times)
    O número de bombas colocadas nas bermas das estradas no Iraque cresceu em Julho, atingindo o total mensal mais alto desde o início da guerra. A insurreição anti-EUA continuou assim a reforçar-se, contrariamente às afirmações norte-americanas de que a liquidação de Abu Musab Al-Zarkawi representaria um golpe importante na resistência. O número de ataques contra as forças de segurança estadunidenses e iraquianas duplicou desde Janeiro. Isso vem provocando declarações públicas sombrias por parte de comandantes militares, colaboradores do governo e legisladores de ambos os partidos, que se debatem com a contradição entre a anunciada “democratização” do Iraque e o real crescimento da violência.
    "A insurreição tem-se agravado em quase todos os aspectos, com os ataques insurrectos a subirem para níveis históricos", disse um quadro superior da Defesa. "A insurreição tem mais apoio popular e, comprovadamente, tem agora mais meios do que em qualquer outro momento anterior, tanto em número de elementos activos como em capacidade para escolher os alvos". A administração Bush começa a preparar-se para a eventualidade de o governo do Iraque, recém-empossado, não ter condições para sobreviver. Elementos importantes do governo norte-americano confirmaram que estão a considerar alternativas “não democráticas”, disse um perito sobre assuntos militares após uma reunião na Casa Branca.
    São já 38 desde Outubro passado
    Advogados assassinados por defenderem causas "contra o islão"
    ... sobretudo os direitos das mulheres
    16 de Agosto de 2006
    AS/LS/ED, IRIN News (ONU)
    Na foto: Muitos advogados iraquianos pensam deixar o país por temerem pelas suas vidas (foto IBA).
     
    Desde Outubro de 2005, cerca de 38 advogados foram mortos no Iraque, muitos deles defensores dos direitos das mulheres. A IRIN NEws, serviço noticioso e informativo humanitário das Nações Unidas, informa que pelo menos 120 advogados fugiram para os países vizinhos desde Janeiro, devido às ameaças à sua segurança pessoal.
    11 de Agosto de 2006
    Hanady
    No campo de refugiados palestinianos de Bass, em Tiro, os fugitivos do sul receberam refúgio. Dizem-nos que os palestinianos os recebem e se retiram discretamente para outras dependências, para que se sintam em casa. Emprestam-lhes dinheiro e gastam as suas economias para lhes comprar comida. Os palestinianos dizem que isto é o mínimo que podem fazer por aqueles que lhes têm dado abrigo ao longo dos últimos 50 anos. Um refugiado sabe o que é ser refugiado. Assina: Hanady.
    (V. fotos com o artigo)
    9 de Agosto de 2006
    FPNI (Iraque)
    Em resposta à agressão israelita contra o Líbano, a direcção da Frente Patriótica Nacionalista e Islâmica e os grupos da resistência iraquiana deram instruções aos seus militantes e combatentes para aumentar as acções políticas e armadas contra os centros da Mossad e contra as forças de ocupação norte-americanas e britânicas em todo o território iraquiano, pondo em prática um apoio efectivo à resistência libanesa. De 11 de Julho até 3 de Agosto foram levadas a cabo 2.650 acções militares contra alvos norte-americanos e israelitas no Iraque.
    Para os povos árabes, diz o comunicado, torna-se claro que a agressão contra o Líbano é uma guerra norte-americana levada a cabo pela entidade sionista com a cumplicidade dos regimes árabe; e que os campos de batalha são o Iraque, a Palestina e o Líbano e toda a geografia árabe.
    A declaração considera que, neste quadro, não basta apoiar as resistências com protestos e manifestações, sendo necessário “começar a golpear e a destruir os pilares da presença norte-americana, britânica e sionista em todos os territórios árabes”.
    9 de Agosto de 2006
    CEOSI (Espanha)
    Em comunicado emitido a 9 de Agosto, a Campanha Espanhola conta a Ocupação e pela Soberania do Iraque (CEOSI) denuncia o uso de armamento não convencional pelas tropas de Israel. O texto alerta para a tentativa, liderada pelos EUA e secundada por outros países ocidentais, de fazerem aprovar nas Nações Unidas uma resolução que legitime a ocupação de parte do território libanês por Israel – e declara-se contra a participação de tropas espanholas numa força internacional criada nesse quadro. A CEOSI sublinha a legitimidade e o heroísmo da resistência libanesa e palestina e liga o interesse dos EUA na campanha militar de Israel à tentativa da Administração Bush de recuperar do atoleiro iraquiano e retomar o seu plano de domínio do Médio Oriente.
    Lógica empresarial de apoio à política de guerra
    Caricatura: Agradecimento aos clientes da "Starbucks"
    8 de Agosto de 2006
    www.ziopedia.org, ComRed TMI-AP
    A empresa Starbucks foi recentemente objecto duma reportagem encomiástica no programa 60 Minutes da CBS, que Mário Crespo nos apresenta, na Sic Notícias, como "a excelência do trabalho jornalístico". Eis aqui um exemplo de como uma grande empresa, em estreito contacto com milhões de consumidores em todo o mundo, apoia directamente a promoção e o financiamento da política belicista, genocida e colonial dos EUA e de Israel no Médio Oriente. Como ele próprio escreve: "da próxima vez que se estiver a descontrair numa loja Starbucks, por favor lembre-se de que, com cada copo que beber, estará a ajudar uma causa nobre." (NDR)
    8 de Agosto de 2006
    Dahr Jamail, Ali Fadhil
    A cidade continua submetida a draconianas medidas de segurança biométricas: qualquer pessoa que nela entre tem de se submeter ao scanner da retina, ao registo de impressões digitais e aos raios-X. Faluja continua a ser uma ilha: nem sequer se permite a entrada aos residentes das aldeias e cidades vizinhas, como Karma, Habaniya e Jalidiya, que estão sob a jurisdição administrativa de Faluja. (na foto: um controlo à entrada de Faluja, sitiada por forças estadunidenses desde o assalto de 2004)
    Foi assim que começaram a Guerra do Golfo e a invasão do Iraque
    Perigo: Israel e EUA vão estender a guerra à Síria e ao Irão?
    8 de Agosto de 2006
    Bruce K. Gagnon, Global Network
    Fontes militares diversificadas disseram à Global Network que elementos do Pentágono especializados na selecção de alvos para mísseis de cruzeiro de ataque foram enviados para Israel. Isto significa que os estrategas militares dos EUA e de Israel estão agora a preparar um ataque conjunto contra a Síria e/ou o Irão.

  • Ir para a página:
  • « Anterior
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • Seguinte »
  • Itens por página: Colunas: Ordenar por: AscendenteDescendente